Tudo sobre a síndrome da fadiga crônica


A síndrome da fadiga crônica é uma doença debilitante caracterizada por um extremo cansaço, que não está vinculado a uma causa específica e que não se pode curar com o sono. Além disso, as atividades mentais e físicas podem piorar os sintomas. Causas da fadiga crônica Às vezes, a fadiga crônica desenvolve-se depois de uma infecção viral e os vírus que estão relacionados incluem: vírus herpes, rubéola, febre do rio Ross -uma doença tropical, transmitida por mosquitos-, vírus de Epstein-Barr, Candida Albicans -infecções por fungos-, retrovírus humano, e micoplasma -por causa da pneumonia atípica-. Além da hipotensão, o declínio imunológico e os problemas hormonais poderiam ser fatores contribuintes para o aparecimento de fadiga crônica. Sintomas da fadiga crônica Embora os sintomas de lafatiga crônica variam em cada paciente, e dependem da gravidade da condição, o mais comum é a fadiga, que é tão grave para interferir com as atividades diárias, e, além disso, deve durar pelo menos seis meses e não se cura com o repouso no leito. – Após a realização de atividades físicas e mentais, você pode experimentar doença ou fadiga extrema, que pode durar mais de 24 horas depois de sua realização. – Também existem outros sintomas, como são os seguintes: a) cansaço, mesmo depois de dormir. b) dor de garganta. c) gânglios linfáticossensibles no pescoço e das axilas. d) perda de memória e da concentração. e) dor muscular e dor de cabeça. f) dor de múltiplas articulações, inclusive inchaço das mesmas. g) dor de garganta frequente. Como tratar o síndrome de fadiga crónica Não existe um tratamento específico para a fadiga crônica, o tratamento varia em cada paciente, mas em regras gerais são adequadas as seguintes diretrizes: – É muito importante modificar o seu estilo de vida para reduzir os sintomas. – Elimine o consumo de cafeína, que ajuda a dormir melhor e aliviar a insônia. – Evite cochilos durante o dia. – Limita ou elimina o consumo de nicotina e álcool. – Crie uma rotina de sono, estabelecendo uma hora de deitar-se e levantar-se. – Tome o seu tempo durante a execução das atividades. – Evite o estresse emocional e físico. – Trata de buscar um tempo no dia para tentar relaxar. – Procura aconselhamento psicológico para tratar o síndroma de fadiga crónica e melhorar a sua forma de pensar. – Realiza fisioterapia, com uma rotina de exercícios, que são conhecidos como terapia de exercício gradual. – A medicina alternativa pode ajudá-lo através de técnicas como a acupuntura, yoga, tai chi e massagens, que podem aliviar a dor associada à fadiga crônica. – Em último caso, a fadiga crônica pode desencadear certas doenças ou doenças, como depressão, insônia ou dores nas articulações, e pode ser necessário que seu médico vai prescrever certos medicamentos, como antidepressivos, medicamentos para dormir ou para a dor, mas em todo caso, será o que avalie o seu caso. Para mais informações, recomendamos ler o nosso artigo "Síndrome de Fadiga Crônica" O que vos parece, todo esse conteúdo sobre a Síndrome da Fadiga Crônica?