Maior estresse vascular (e risco) após o exercício pela manhã


O endotélio vascular desempenha um importante papel na manutenção da saúde vascular e a modulação do tônus vascular e a pressão arterial. Este é um órgão estruturalmente simples, mas funcionalmente complexo: cobre a superfície interna dos vasos sanguíneos, e constitui a parede dos capilares. Longe de ser apenas uma barreira mecânica entre o sangue e os tecidos, é um órgão ativamente comprometido em uma grande variedade de processos fisiológicos durante a prática de exercício, destacando-se o seu envolvimento na vasoconstrição e vasodilatação, e, portanto, o controle da pressão arterial: Um aspecto especialmente importante, pois supõe uma adaptação a médio-longo prazo do sistema cardiovascular é que tem-se observado que o treinamento com componente aeróbico e intermitente está associada com uma melhora da função dilatadora do endotélio e esta adaptação é quase máxima depois de um período curto (cinco semanas) de treinamento. Provavelmente, a principal adaptação do sistema vascular periférico é a angiogénese, ou seja, a formação de novos capilares no tecido muscular. Isso implica em: Também se descreveu este fenômeno no coração, o que possivelmente se deve à necessidade fisiológica de manter acorde a vascularização da massa miocárdica. Recentemente, tem sido demonstrado que a reatividade da pressão arterial a atividade física é maior pela manhã e, possivelmente, seja evidente uma variação diurna na função vascular. Desta forma, as diferenças diurnas no controle regulador da condução arterial podem manifestar-se como uma elevação do estresse intravascular após o exercício pela manhã. Potencialmente, a maior taxa de atrito do fluxo de sangue sobre as paredes endoteliais as manhãs em sujeitos de risco possa contribuir para um maior risco cardiovascular nas horas pós-exercício. É algo a ter em conta na hora de programar treinos intensos neste tipo de populações (hipertensão, aterosclerose, doenças cardíacas...), sendo recomendável, se possível, adiar a hora de início do treinamento intenso em relação ao momento de acordar.