Como calcular as calorias que você precisa por dia?


Se entende qual era o fator chave em sua dieta, agora será a vez de saber as calorias que você precisa por dia. E, neste sentido, as calorias de manutenção. As calorias de manutenção conseguem-no momento em que seu corpo consome e "queima" as mesmas calorias. Em um dia consumir 2500 calorias por meio da combinação de exercício (treino de musculação, cardio, ...) atividades cotidianas (vestir-se, tomar banho, dirigir, ...), e o seu corpo, por sua vez, precisa de sua própria energia para as funções biológicas (respirar, bombear sangue, digestão, ...) Então, essas 2500 calorias serão as que você precisará para o seu nível de manutenção de calorias, e não haverá, portanto, nem superávit ou déficit. É importante porque, uma vez estabelecido, nos será mais fácil aumentar ou diminuí-la, no post de conseguir o "efeito" desejado: Isto é a teoria, e que para chegar a ela, você deve começar com o básico, calcular as calorias de manutenção Existem muitos factores que intervêm na hora de especificar o nível: Como se vê, as calorias de manutenção adaptados para a pessoa em particular. Mesmo duas pessoas sendo da mesma idade, peso, altura, e realizando a mesma atividade, incluindo o mesmo objetivo, também, podem, e vão ter vários níveis de manutenção de calorias. Onde para passar kg a lb multiplicá-lo por 2,2. Para as mulheres, os idosos, menos activas, e que possam ter um metabolismo mais lento, deveriam tender para o menor valor. Por outro lado, homens, pessoas mais jovens, mais ativas, ou que sintam que têm um metabolismo mais acelerado, devem se inclinar para um valor mais próximo a 17. Se você não está muito seguro, simplesmente toma um valor intermediário. Os seguintes métodos podem tentar "fiar mais fino", mas no entanto é um bom começo, especialmente para alguém que nunca foi considerada nem mesmo empreender uma dieta... No método anterior nos nós deixamos alguns dos fatores subjetivos mencionados anteriormente, embora, como disse, se pode ser um bom começo. Para aprofundar um pouco mais, costuma-se utilizar a fórmula de Harris-Benefict, a qual tem em conta aspectos tão relevantes como: e acrescenta o fator "nível de atividade"... por que se tende a realizar uma aproximação muito mais exata do que no caso anterior, adaptando a atividade do exercício em questão que a persone pratique. Neste caso, são realizadas duas etapas O fator de atividade também é algo um pouco ambíguo, e alguém pode treinar todos os dias, sim... mas que ritmo e intensidade... Neste sentido, para o primeiro passo, se discretiza-se em gênero: Uma vez obtido este primeiro ponto, nós aplicamos o fator de atividade. Neste caso, se especificam diferentes escalas, de acordo com a intensidade: Exemplo Se sou um homem de 29 anos, meu peso é 80kg, e meço 175cm, onde realizou exercício de segunda-feira a domingo, meu gasto necessário para contribuir através da dieta será: 1.-Calcular a TMB: 66,473 (13,7516 x 80) (5,0033 x 175) – (6,755 x 29) = 1846kcals 2.-Aplicar o AF: 1846 kcal TMB x 1,725 = 3184 kcal Os métodos anteriores pretendiam realizar uma aproximação das calorias necessárias, mas não deixam de ser isso mesmo, aproximando-nos. Ainda assim, são boas ferramentas para começar. O único método que realmente "funcionar" para encontrar as calorias de manutenção que necessita, será observar o seu padrão atual de alimentação, ligado à atividade que você levar, e após um período de tempo, avaliar como tem variado o seu peso. Um método um pouco chato, sem muita base científica, comumente conhecido como a ojímetro, e que talvez seja de aplicativo para pessoas que realizaram com anterioridade dietas, sabem que quantidade de calorias aproximadamente envolvem os alimentos, e conhecem o seu corpo. Uma vez explicados os métodos de calcular as calorias de manutenção (existem muitos outros), os quais podem ser de grande utilidade, o próximo passo é definir o objetivo: