A insulina não nos faz gordos. Parte I


Esta provavelmente seja uma das entradas "espinita enterrada" que tinha há muito tempo já que eu sempre quis falar sobre o mito de que a insulina nos transforma em pessoas obesas, é por isso que eu decidi escrever para 2-3 artigos O motivo pelo qual escrevo agora não é porque eu tenha mais tempo livre (de fato até o final deste mês, não poderei escrever os temas longos), mas por celeuma formada através da notícia do professor, que perdeu mais de 10kg comendo no McDonalds. Este é um tema que tenho defendido por ambas as partes, isto é, no momento, defendi que as dietas ricas em gorduras são saudáveis e agora eu tenho que me colocar do outro lado e defender que as dietas ricas em carboidratos nos fazem perder a mesma gordura. Quem me conhece sabe que minha dieta ideal é "low carb" (baixa em hidratos de carbono), mas por outras questões independentes da perda de gordura como pode ser o colesterol, a glicose em jejum, níveis mais elevados de mitocôndrias (o forno onde se queima a gordura) ou pelo simples fato de melhorar a inflamação, então, o que nos converte em pessoas com excesso de peso? A resposta é simples, o excesso de calorias e o sedentarismo. Este é o mito mais repetido em nossa época atual. Se há alguns anos, as gorduras eram as responsáveis pelo excesso de peso e das doenças cardiovasculares, agora são os carboidratos. Como comentei acima, eu não sou partidário das dietas onde os hidratos de carbono são a base com 70% do total calórico diário, como muitos pesos pesados da nutrição recomendam, mas quando falamos de composição corporal, felizmente, não varia. Quando falamos de estudos de dietas ricas em gorduras frente a dietas altas em hidratos de carbono nos encontramos esto1: Como podemos observar, as pessoas que faziam uma dieta baixa em hidratos de carbono tiveram maior perda de peso, ao contrário de uma dieta convencional, quando, chegando a 12 meses, a diferença torna-se muito mais curta. Isto se deve a que a maioria dos estudos, as dietas low carbs possuem maiores ingestões de proteínas, o que beneficia a perda de gordura, e a segunda, uma perda de líquidos já que diminuem as nossas reservas de glicogênio. Devemos entender que, em média, 1g de glicogênio armazenado 3-4g de água (por isso que muitos dizem que a creatina engorda, conceito que é "bullshit"). Neste estudo, em troca, observou-se que as pessoas com dietas baixas em hidratos de carbono tinham melhores perfis lípidicos (colesterol), sendo uma das razões por que eu sou partidário de low-carb. Um exemplo do que vos disse são os Kitava, pessoas que têm uma dieta em 70% de carboidratos, e não possuem obesidade, onde até mesmo alguns têm corpos musculosos e com um % de gordura bastante baixo, não obstante, os Kitava são pessoas ativas, uma característica muito diferente da maioria dos ocidentais. Para este mito, devemos dividi-lo em duas partes: Quando fazemos uma dieta alta em gordura e nos superamos as calorias ingeridas, esta se acumula como gordura corporal através da ASP (Acylation Stimulating Protein)6. De fato, um excesso de gordura se acumula 20% mais que a mesma quantidade em forma de carboidratos. Isso se deve ao fato de que parte do excesso de hidratos de carbono é armazenado como glicogênio e parte é oxidada nas células, devido a uma diminuição da lipólise (processo pelo qual se degradam a gordura). No caso do excesso de gordura e sua posterior estimulação da ASP, ocorre um aumento do transporte de glicose nas células adiposas (células onde armazenam a gordura), você aumenta a liberação de insulina8, tal como comentei no ponto 2, e ocorre uma diminuição da degradação da gordura hepática. De fato, como podemos observar no estudio9, o corpo não precisa de insulina para armazenar a gordura. Em relação ao ponto 2, qualquer macronutriente pode elevar a insulina seja carboidrato, gordura ou proteína. Tal como podemos observar no estudo An resumo em português acredita index of foods: the resumo em português acredita demand generated by 1000-kJ portions of common foods. De todas formas, tal como falei em um dos meus artigos a combinação proteína e carboidratos eleva a insulina que ingerir apenas carboidratos, porém as dietas hiperproteicas são as melhores dietas para a hora de perder gordura, contrariando o que muitos dizem sobre a insulina. Eu sei que muitos de vós tereis dúvidas ou opiniões após este artigo, mas lembre-se que isso só acabou de começar e que há muito mais para ver, enquanto isso, acordaros de que, quando falamos apenas de perda de gordura, a chave será sempre o exercício e o défice calórico. Uma saudação